domingo, 24 de janeiro de 2010

Novo nascimento em Cristo


Portanto, Eu vos julgarei, a cada um segundo os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor Deus. Convertei-vos e desviai-vos de todas as vossas transgressões; e a iniqüidade não vos servirá de tropeço. Ezequiel 18:30


O instruído Nicodemos lera essas penetrantes profecias [Sl 51:10-13; Ez 36:26, 27] com a mente anuviada, mas agora começou a compreender o seu verdadeiro significado, e a entender que até mesmo um homem tão justo e honrado como ele precisava experimentar um novo nascimento através de Jesus Cristo, como a única condição pela qual poderia ser salvo e garantir a entrada no Reino de Deus. Jesus disse positivamente que a menos que uma pessoa nascesse de novo não poderia discernir o reino que Cristo veio à Terra para estabelecer. Perfeita exatidão na obediência à lei conferirá ao homem direito de entrar no reino do Céu.

Haverá um novo nascimento, uma nova mente pela atuação do Espírito de Deus, que purifica a vida e enobrece o caráter. Essa ligação com Deus habilita o homem para o glorioso reino do Céu. Nenhuma invenção humana pode jamais encontrar um remédio para o pecador. Unicamente por meio de arrependimento e humilhação, e submissão às exigências divinas, pode a obra da graça ser realizada. [...]

Nada menos que aceitação e aplicação prática da verdade divina abrem o Reino de Deus ao ser humano. Somente um coração puro e humilde, obediente e amorável, firme na fé e no serviço do Altíssimo, pode entrar ali. [...]

A serpente no deserto foi levantada em uma estaca perante o povo, para que todo que tivesse sido picado para a morte pela inflamada serpente pudesse contemplar a serpente de bronze, símbolo de Cristo, e ser imediatamente curado. Mas deviam olhar com fé, ou não teria proveito algum. Do mesmo modo as pessoas hoje devem olhar para o Filho do homem como seu Salvador para a vida eterna. O ser humano se separou de Deus pelo pecado. Cristo trouxe à Terra Sua divindade, coberta pela humanidade, para resgatar os seres humanos de sua perdida condição. A natureza humana é vil, e o caráter deve ser transformado antes de se harmonizar com o que é puro e santo no reino imortal de Deus. Essa transformação é o novo nascimento (ST, 15/11/1883).

Autora: Ellen G. White

Extraído de: http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html

19/12


Um comentário:

  1. Adorei seu blog. Passe em meu cantinho: http://umnovolhar-mariah-religioso.blogspot.com/

    ResponderExcluir