quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Deus Se revela aos que tem sede de justiça



Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por Ti, ó Deus, suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Salmo 42:1, 2

O Senhor tem verdades significativas para revelar aos que gostariam de compreender as coisas do Espírito. [..] Enquanto suas lições são revestidas de uma linguagem tão simples que uma criança as pode compreender, a verdade é tão profunda que até os mais instruídos podem ficar fascinados, e adorarem o autor de incomparável sabedoria. Apesar do mais sábio encontrar alimento para a alma em Sua mais simples declaração, o mais humilde pode compreender Sua verdade e apoderar-se de Suas promessas para a necessidade da alma.

Jesus ensinou homens e mulheres com o propósito de despertar o desejo para uma compreensão das coisas de Deus, para que pudessem contemplar a excelência do caráter divino, e solicitar a justiça de Cristo, na qual podem permanecer aceitos perante o Senhor Jeová.

Vocês têm na alma uma sensação de necessidade? Têm fome e sede de justiça? É isto então evidência de que Cristo operou em seu coração, criando essa intuição de necessidade, a fim de que O buscassem para que, mediante o outorgamento de Seu Espírito Santo, fizesse por vocês as coisas que lhes é impossível fazerem vocês mesmos. [...]

As parábolas de Cristo foram registradas, e, para o sincero e diligente pesquisador da verdade, seus significados serão explicados, e seus mistérios revelados. Os que não buscarem a verdade como a um tesouro escondido manifestarão o fato de que não desejam com sinceridade conhecer a verdade. Cristo ainda diz aos Seus verdadeiros seguidores: “Porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos Céus. [...] Pois ao que tem se lhe dará, e terá em abundância” (Mt 13:11, 12).

Os que atenderem ao apelo de Cristo serão encontrados inquirindo quanto ao que é a verdade, para que seus pés possam ser direcionados ao caminho da justiça. Cristo está chamando a todos, mas nem todos respondem ao seu chamado. Os que sujeitam sua vontade à vontade de Deus, que estão dispostos a irem onde o Espírito do Senhor os levar, receberão a luz e andarão nela, buscarão ainda mais iluminação do Céu, e a “terão em abundância” (ST, 7/11/1892).


Autora: Ellen G. White

Extraído de: http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html

29/11


Nenhum comentário:

Postar um comentário