sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Qual a fonte da saúde?



Afinal, chegaram a Mara; todavia, não puderam beber as águas de Mara, porque eram amargas; por isso, chamou-se-lhe Mara. E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber? Êxodo 15:23, 24


O Senhor tinha uma lição para ensinar aos filhos de Israel. As águas de Mara foram a lição, representando as enfermidades trazidas sobre os seres humanos por causa do pecado. Não é nenhum mistério que os habitantes da Terra estejam sofrendo de enfermidades de toda espécie e tipo. É pelo fato de transgredirem a lei de Deus.

Assim faziam os filhos de Israel. Eles quebraram as barreiras que em Sua providência havia Deus construído para preservá-los das doenças, para que pudessem viver com saúde e em santidade, e dessa forma aprendessem obediência em seu jornadear através do deserto. Eles andavam sob a especial direção de Cristo, que Se dera a Si mesmo como sacrifício para preservar um povo que devia conservar sempre Deus na lembrança, apesar das magistrais tentações de Satanás. Envolvido na coluna de nuvem, era desejo de Cristo manter sob Suas protetoras asas todos os que desejassem fazer Sua vontade.

Não foi por acaso que em sua jornada os filhos de Israel vieram a Mara. Antes que eles deixassem o Egito o Senhor começou Suas lições de orientação, a fim de que pudesse levá-los a compreender que Ele era o seu Deus, seu Libertador, seu Protetor. Eles murmuraram contra Moisés e contra Deus, mas o Senhor ainda procurou mostrar-lhes que aliviaria todas as suas dificuldades se eles se voltassem para Ele. Os males que enfrentaram e pelos quais passaram foram parte do grande plano de Deus, pelo qual Ele queria prová-los.

“Então, chegaram a Mara. [...] E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber? E ele clamou ao Senhor, e o Senhor mostrou-lhe um lenho que lançou nas águas, e as águas se tornaram doces; ali lhes deu estatutos e uma ordenação e ali os provou. [...] Embora invisível a olhos humanos, Deus era o líder dos israelitas, seu poderoso Restaurador. Foi Ele quem pôs no pedaço de madeira as propriedades que tornaram doces as águas. Dessa maneira desejava Ele mostrar-lhes que pelo Seu poder era capaz de curar os males do coração humano. (MS, p. 119, 120).


Autora: Ellen G. White



20/10


Nenhum comentário:

Postar um comentário