quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Trabalho e exercício promovem a saúde



Na tua longa viagem te cansas, mas não dizes: É em vão; achas o que buscas; por isso, não desfaleces. Isaías 57:10


As riquezas e a ociosidade são tidas por alguns como bênçãos genuínas. Mas quando algumas pessoas adquirem fortuna, ou a herdam inesperadamente, seus hábitos ativos são interrompidos, seu tempo não é utilizado, vivem ociosamente e sua utilidade parece chegar ao fim; tornam-se inquietas, ansiosas e infelizes, e sua vida logo se encerra.


Aqueles que estão sempre ocupados e vão alegremente ao desempenho de suas tarefas diárias são os mais felizes e vigorosos. O repouso e a tranqüilidade da noite trazem ao seu corpo cansado repouso ininterrupto. [...]


O exercício auxiliará o trabalho da digestão. Andar ao ar livre após a refeição, conservando a cabeça erguida, pondo os ombros para trás e exercitando-se moderadamente, será de grande benefício. A mente se desprenderá do eu para as belezas da natureza. Quanto menos a atenção é atraída para o estômago após a refeição, tanto melhor. Se estiverem em constante temor de que seu alimento os prejudique, certamente o fará. Esqueçam-se de vocês mesmos, e pensem em alguma coisa alegre. [...]


Os pulmões não devem ser desprovidos de ar puro e fresco. Se ar puro alguma vez é necessário, o é quando alguma parte do organismo, como os pulmões ou o estômago, está doente. Exercício criterioso levará o sangue para a superfície, e aliviará assim os órgãos internos. Exercício vigoroso, embora não violento, ao ar livre, com espírito alegre, estimulará a circulação, dando à pele um rubor salutar, e enviando o sangue, vitalizado pelo ar puro, às extremidades.


O estômago doente encontrará alívio por meio do exercício. Os médicos freqüentemente aconselham os enfermos a visitarem países estrangeiros, a irem a estâncias hidrominerais ou viajarem pelo oceano, a fim de reaver a saúde; quando em nove, de cada dez casos, recobrariam a saúde e poupariam tempo e dinheiro se eles se alimentassem com temperança e se empenhassem em exercícios saudáveis com espírito alegre. Exercício e livre e abundante uso do ar e luz solar – bênçãos que o Céu gratuitamente tem dado a todos nós – darão vida e força ao enfermo debilitado (T2, p. 529-531).


Autora: Ellen G. White


10/07


Um comentário:

  1. ../’´’´’\
    .//^ ^\\
    (/(_♥_)\)_______¡HoLa!
    ._/”*”\_
    (/_)^(_\)

    ESPERO QUE TERMINES BIEN EL DIA. SALUDOS CHRISTIANNN

    ResponderExcluir