quarta-feira, 22 de abril de 2009

Conversão Verdadeira




Esdras tinha disposto o coração para buscar a Lei do Senhor, e para a cumprir, e para ensinar em Israel os seus estatutos e os seus juízos. Esdras 7:10


Descendente dos filhos de Arão, Esdras havia recebido a educação sacerdotal; e em acréscimo a isto adquiriu familiaridade com os escritos dos magos, astrólogos e sábios do reino medo-persa. Mas não se sentiu satisfeito com sua condição espiritual. Suspirava por estar em plena harmonia com Deus; ansiava sabedoria para fazer a vontade divina. E assim preparou “o seu coração para buscar a lei do Senhor e para a cumprir” (Ed 7:10).


Isto o levou a aplicar-se diligentemente ao estudo da história do povo de Deus, como se encontra relatado nos escritos dos profetas e reis do Antigo Testamento. Ele foi impressionado pelo Espírito de Deus a estudar os livros históricos e poéticos da Bíblia, a fim de compreender por que tinha o Senhor permitido que Jerusalém fosse destruída e Seu povo levado cativo a terras pagãs.


Esdras fez um estudo especial das experiências do povo escolhido de Deus, desde o tempo em que a promessa foi feita a Abraão, até a libertação da escravidão egípcia e do êxodo. Estudou as instruções dadas a eles ao pé do Monte Sinai, e através do longo período de vagueação pelo deserto. Ao aprender mais e mais em relação ao procedimento de Deus para com Seus filhos, e perceber quão sagrada era a lei dada no Sinai, o coração de Esdras foi impressionado como nunca antes. Ele experimentou uma nova e completa conversão, e se determinou dominar os registros da História do Antigo Testamento, para que pudesse usar esse conhecimento, não para propósitos egoístas, mas de modo a levar bênção e luz ao seu povo. Algumas das profecias estavam prestes a se cumprir; ele pesquisaria diligentemente em busca da luz que estivera obscurecida.


Esdras se esforçou em seus estudos. Ele se empenhou em obter um preparo do coração para a obra que acreditava ter-lhe sido confiada. Buscou a Deus fervorosamente, para que pudesse ser um servo por meio do qual seu Senhor não seria envergonhado. Explorou as palavras que haviam sido escritas acerca dos deveres do povo escolhido de Deus; encontrou o solene voto feito pelos israelitas de que obedeceriam às palavras do Senhor, e o voto que Deus, em retorno, fizera, prometendo-lhes Suas bênçãos como recompensa pela obediência (RH, 30/1/1908).



Autora: Ellen G. White


Texto extraído de:  http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html


18/04)


Um comentário:

  1. Eu falo português também pois sou portuguesa, sou Adventista e você ? Sou filha d'um Pastor que hoje dorme no Senhor. Sou artista na pintura e também sei jogar piano e violino no qual ás vezes o faço na minha Igreja, quando vi seu blogue fiquei muito contente, já enviei endereços de alguns sites meus cristãos veja este por exemplo e seja seguidor http://unidosnoamor.blogspot.com/
    Receba minhas saudações cristãs
    Persida Silva

    ResponderExcluir