segunda-feira, 23 de março de 2009

Tudo Para a Glória de Deus



Tudo Para a Glória de Deus

Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. Mateus 25:29


Sempre existiu e sempre existirá diversidade de dons. Não são apenas os grandes dons que Deus pede e aceita, mas Ele apela por talentos menores, e os aceitará se homens e mulheres os usarem para a Sua glória. Não nos tornamos servos do Mestre pela Sua graça? Então, não é nossa propriedade que nos foi confiada, mas os talentos do Senhor. O capital é Seu, e somos responsáveis pelo seu uso ou abuso.


Espero que, em cada igreja, se façam esforços para despertar os que nada estão fazendo. Que Deus leve essas pessoas a reconhecer que delas será exigido um talento com os juros; e que, se negligenciarem ganhar outros talentos além daquele, sofrerão a perda desse talento e também de sua salvação. Esperamos ver uma transformação em nossas igrejas.


O Chefe de família está Se preparando para voltar e pedir contas a Seus servos dos talentos que lhes confiou. Que Deus tenha piedade dos que nada fazem! Os que ouvirem as palavras de aprovação: “Bem está, servo bom e fiel” (Mt 25:21), terão feito bem no aperfeiçoamento de sua capacidade e meios, para a glória de Deus. Quem virá em socorro do Senhor contra o inimigo?


Satanás é ativo, perseverante e fiel general ao fazer seu trabalho, comandando seus exércitos. Ele tem sentinelas fiéis por toda parte. O que estão fazendo os servos de Jesus Cristo? Estão portando suas armaduras? Estão vigilantes e leais para enfrentar e repelir as potentes forças do inimigo? Ou estão dormindo, esperando que outros façam o seu trabalho? [...]


Que todos despertem, pois está próximo o tempo quando será dito: “Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se.” Hoje é o tempo de buscar pureza e santidade de caráter, e de obter vestes brancas para que estejamos preparados para sentar à mesa das bodas do Cordeiro (RH, 14/3/1878).



Autora: Ellen G. White

Texto extraído de:   http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário