quinta-feira, 26 de março de 2009

O Valor dos Pequenos Talentos



O Valor dos Pequenos Talentos

As palavras dos sábios são como aguilhões, a coleção dos seus ditos como pregos bem fixados, provenientes do único Pastor. Eclesiastes 12:11, NVI


Homens ou mulheres de negócio devem desenvolver suas atividades de modo que glorifique seu Senhor, por causa de sua fidelidade. Que levem sua religião a tudo que fizerem, e revelem aos homens o Espírito de Cristo. Seja o mecânico um fiel e diligente representante dAquele que labutou nas humildes atividades da vida, nas cidades da Judéia. Que todo aquele que usa o nome de Cristo trabalhe de tal modo que os homens, vendo suas boas obras, sejam levados a glorificar o Criador e Redentor. “Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor” (Cl 3:23). Que a sustentação do reino de Cristo seja seu pensamento constante, e que todo esforço seja direcionado para esse único fim.


Os que foram contemplados com talentos superiores não devem depreciar o valor dos serviços daqueles que são menos dotados do que eles. O menor legado é um legado de Deus. Com a bênção divina, o talento único, mediante o uso diligente duplicará, e os dois usados no serviço de Cristo aumentarão para quatro; e assim o instrumento mais humilde pode crescer em poder e utilidade. O propósito sincero, os esforços abnegados, todos são vistos, apreciados e aceitos pelo Deus do Céu. “Vede, não desprezeis a qualquer destes pequeninos” (Mt 18:10). Deus, unicamente, pode calcular o valor de seu serviço, e ver a vasta influência daquele que trabalha para glória de seu Criador.


Devemos fazer o melhor uso de nossas oportunidades e estudar para nos apresentar aprovados perante Deus. O Senhor aceitará nossos melhores esforços; mas ninguém pense que Ele Se agradará com a ignorância e a inabilidade quando, com o devido aproveitamento de privilégios concedidos, melhor serviço pode ser fornecido. Não devemos menosprezar o dia de pequenas coisas; mas através de diligente cuidado e perseverança devemos fazer com que as pequenas oportunidades e talentos contribuam para o nosso progresso na vida divina, e nos apressem a fazer um serviço melhor e mais inteligente (RH, 1º/5/1888).


Autora: Ellen G. White

Texto extraído de:  http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html

19/03)



Nenhum comentário:

Postar um comentário