terça-feira, 31 de março de 2009

O Talento da Fala



O Talento da Fala

Tu és o mais formoso dos filhos dos homens; nos Teus lábios se extravasou a graça; por isso, Deus Te abençoou para sempre. Salmo 45:2


Pelo esforço diligente todos podem adquirir a capacidade de ler inteligivelmente e falar em tom claro e sonoro, e de maneira distinta e impressionante. Fazendo isso podemos desenvolver grandemente nossa eficiência como obreiros de Cristo.


Cada cristão é chamado para anunciar a outros as insondáveis riquezas de Cristo; por isso deve buscar a perfeição em se expressar. Deve apresentar a Palavra de Deus de maneira tal que a recomende aos ouvintes. Deus não deseja que Seus porta-vozes sejam incultos. Não é Sua vontade que o homem restrinja ou rebaixe a corrente celeste que flui para o mundo através dEle.


Devemos contemplar a Jesus como modelo perfeito; devemos solicitar o auxílio do Espírito Santo, e em Seu poder procurar educar todos os órgãos para um trabalho perfeito.


Isso se aplica especialmente aos que são chamados para o ministério público. Todo pregador e todo instrutor deve lembrar que está dando ao povo uma mensagem que encerra interesses eternos. A verdade anunciada os julgará no dia do grande ajuste final. E para alguns a maneira de alguém apresentar a mensagem determinará sua aceitação ou rejeição. Que a Palavra seja falada de modo que apele ao entendimento e impressione o coração. Que seja pronunciada compassada, distinta e solenemente, mas com toda a sinceridade que sua importância requer.


A cultura e uso convenientes do dom da palavra se relacionam com todos os ramos da obra cristã; penetra na vida familiar e em todo intercâmbio mútuo. Devemos acostumar-nos a falar em tom agradável, usando linguagem pura e correta, com palavras amáveis e corteses. Palavras suaves e bondosas são para o espírito como o orvalho e a chuva branda. A Escritura diz de Cristo, que havia em Seus lábios uma graça tal que sabia “dizer, a seu tempo, uma boa palavra ao [...] cansado” (Is 50:4) (PJ, p. 335, 336).


Autora:  Ellen G. White


Texto extraído de:    http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html


24/03)


Nenhum comentário:

Postar um comentário