quarta-feira, 11 de março de 2009

A Lei de Deus é Perfeita



A Lei de Deus é Perfeita

A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma; o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos símplices. Os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro e ilumina os olhos. Salmo 19:7, 8


O mesmo Jesus que, velado pela coluna de nuvem, guiou a multidão hebréia, é nosso líder. Aquele que deu leis sábias, justas e boas a Israel, tem falado a nós tão verdadeiramente quanto falou a eles. Nossa prosperidade e felicidade dependem de nossa firme obediência à lei de Deus. A sabedoria finita não poderia melhorar um preceito sequer daquela santa lei. Nenhum dos dez preceitos pode ser quebrado sem a deslealdade ao Deus do Céu. Para a nossa própria felicidade e a felicidade de todos que nos cercam é essencial guardar cada jota e til da lei. “Grande paz têm os que amam a Tua lei; para eles não há tropeço.” No entanto, criaturas finitas apresentarão às pessoas esta lei santa, justa e boa como um jugo de escravidão – um jugo que não podem carregar! Só o transgressor é que não pode ver beleza na lei de Deus.


O mundo inteiro será julgado por essa lei. Ela atinge até mesmo os intentos e propósitos do coração, e exige pureza nos mais secretos pensamentos, desejos, e inclinações. Ela requer de nós amor a Deus acima de tudo, e ao nosso próximo como a nós mesmos. Sem o exercício desse amor, a maior profissão de fé é mera hipocrisia. Deus requer de todo ser da família humana, perfeita obediência à Sua lei. “Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos” (Tg 2:10).


O mínimo desvio da lei, por negligência ou transgressão deliberada, é pecado, e todo pecado expõe o pecador à ira de Deus. O coração não renovado odiará as restrições da lei de Deus, e lutará para se livrar de Suas santas reivindicações. Nosso eterno bem-estar depende da exata compreensão da lei de Deus, de uma profunda convicção do seu santo caráter, e uma pronta obediência aos seus requisitos. Homens e mulheres devem estar convictos do pecado antes de sentir necessidade de Cristo. [...] Aqueles que com seus pés pisam a lei de Deus têm rejeitado o único meio que mostra ao transgressor o que é o pecado. Estão fazendo o trabalho do grande enganador (ST, 3/3/1881). Por Ellen G. White. Extraído de: http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário