quarta-feira, 25 de março de 2009

A Importância dos Dons Espirituais



A Importância dos Dons Espirituais

Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo. E também há diversidade nos serviços, mas o Senhor é o mesmo. 1 Coríntios 12:4, 5


Estude atentamente as Escrituras. Deus não deu a todos a mesma linha de trabalho. É Seu plano que haja unidade na diversidade. Quando Seu plano for estudado e seguido, haverá bem menos atrito no andamento de Sua causa.


“Existem muitos membros no corpo, e todos os membros não têm a mesma função, mas cada um é essencial para a perfeição do funcionamento. “O corpo não é feito de um só membro, mas de muitos. Se o pé disser: ‘Porque não sou mão, não pertenço ao corpo’; nem por isso deixa de fazer parte do corpo. E se o ouvido disser: ‘Porque não sou olho, não pertenço ao corpo’; nem por isso deixa de fazer parte do corpo. Se todo o corpo fosse olho, onde estaria a audição? Se todo o corpo fosse ouvido, onde estaria o olfato? De fato, Deus dispôs cada um dos membros no corpo, segundo a Sua vontade. Se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo?” (1Co 12:14-19, NVI).


“Ora, vocês são o corpo de Cristo; e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois, os que realizam milagres, os que têm dom de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dom de administração e os que falam diversas línguas” (v. 27, 28).


O Senhor deseja que Sua igreja respeite todos os dons que Ele tem concedido a seus diferentes membros. Sejamos cuidadosos em não permitir que nossa mente se fixe em nós mesmos, pensando que outras pessoas não podem servir ao Senhor a menos que trabalhem do mesmo modo que estamos trabalhando.


Um obreiro jamais deve dizer: “Não quero trabalhar com certa pessoa, porque ela não vê as coisas como eu vejo. Prefiro trabalhar com alguém que concordará com tudo o que eu disser e seguirá todas as minhas idéias.” Aquele com quem esse obreiro se recusa a se associar pode ter verdades a apresentar que ainda não foram submetidas a consideração. Por causa da rejeição do obreiro em aceitar a ajuda provida pelo Senhor o trabalho é feito de modo parcial (PUR, 29/12/1904).


Autora: Ellen G. White


Texto extraído de:   http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html

Um comentário:

  1. olá...paz pra ti..indiquei seu blog para mais um selo..passa lá e pegue seu presente...obrigada!

    ResponderExcluir