quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

A Obediência de Jesus



Porque este é o amor de Deus: que guardemos os Seus mandamentos; ora, os Seus mandamentos não são penosos. 1 João 5:3

O Filho unigênito do Deus infinito deixou-nos, por Suas palavras e por Seu exemplo prático, um claro modelo que devemos imitar. Por Suas palavras, ensinou-nos a obedecer a Deus, e por Seu próprio exemplo mostrou-nos como podemos fazê-lo. Esta é precisamente a obra que Ele deseja que cada pessoa faça: obedecer a Deus inteligentemente, e por preceito e exemplo ensinar aos outros o que precisam fazer, de modo a serem obedientes filhos de Deus.

Jesus ajudou o mundo todo a obter um conhecimento inteligente de Sua missão e obra divinas. Ele veio para representar o caráter do Pai ao nosso mundo, e ao estudar a vida, as palavras e obras de Jesus Cristo, seremos auxiliados de todas as maneiras no aprendizado da obediência a Deus; ao imitar o exemplo que Ele nos deixou, seremos cartas vivas, conhecidas e lidas por todos os homens. Somos instrumentos humanos vivos para representar perante o mundo o caráter de Jesus Cristo. Ele deu não apenas regras explícitas, mostrando como podemos nos tornar filhos obedientes, mas também nos mostrou, através de Sua própria vida e caráter, como fazer as coisas que são corretas e aceitáveis diante de Deus, de modo a não haver desculpa para não fazermos as coisas que são agradáveis a Sua vista.

Devemos ser sempre agradecidos por Jesus ter provado a nós pela própria vida que podemos guardar os mandamentos de Deus, contradizendo a falsa afirmação de Satanás de que não podemos guardá-los. O grande Mestre veio ao mundo para estar à frente da humanidade, para assim elevá-la e santificá-la através da Sua santa obediência a todos os requerimentos de Deus, mostrando que é possível obedecer a todos os Seus mandamentos. Ele demonstrou que uma vida inteira de obediência é possível. Portanto, Ele dá pessoas ao mundo, assim como o Pai deu o Filho, para exemplificar em sua vida a vida de Cristo.

Cristo redimiu a vergonhosa queda e falha de Adão, e foi vencedor, testemunhando assim a todos os mundos não caídos e à humanidade caída que através do divino poder que o Céu Lhe concedeu, os seres humanos podem guardar os mandamentos de Deus. Jesus, o Filho de Deus, humilhou a Si mesmo por nós, suportou a tentação por nós, venceu em nosso favor, para nos mostrar como podemos vencer; com os mais íntimos vínculos, Ele uniu Seu interesse pela humanidade, e deu certeza real de que não seremos tentados acima do que podemos suportar, pois com a tentação Ele proverá um meio de escape (ST, 17/4/1893 por Ellen G. White). Extraído de: http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário