domingo, 18 de janeiro de 2009

Poder Para Resistir à Tentação





E aconteceu que, ao ser todo o povo batizado, também o foi Jesus; e, estando Ele a orar, o Céu se abriu, o Espírito Santo desceu sobre Ele em forma corpórea como pomba; e ouviu-se uma voz do Céu: Tu és o Meu Filho amado, em Ti Me comprazo. Lucas 3:21, 22

Os professos seguidores de Cristo podem ser fortes no Senhor quando se beneficiam das provisões feitas para eles através dos méritos de Jesus. Deus não fechou os Céus às humildes orações de corações arrependidos, submissos e confiantes. A oração humilde, simples, sincera e perseverante do fiel penetrará o Céu, tão certamente como o fez a oração de Cristo [quando Ele foi batizado]. O Céu se abriu à Sua oração e isso nos mostra que podemos ser reconciliados com Deus. Essa comunicação entre nós e Deus é estabelecida através da justiça de nosso Senhor e Salvador. Cristo tomou sobre Si a humanidade, e ainda assim manteve estreita e íntima comunhão com Deus. Ele ligou a humanidade com Sua natureza divina, possibilitando que nos tornemos participantes da natureza divina, e assim escapemos da corrupção que pela concupiscência há no mundo.

Cristo é nosso exemplo em todas as coisas. Em resposta à Sua oração ao Pai, o Céu foi aberto, e o Espírito desceu como pomba e pousou sobre Ele. O Santo Espírito de Deus deve Se comunicar com homens e mulheres e habitar no coração do obediente e fiel. Luz e poder virão àqueles que sinceramente os buscam a fim de que possam ter sabedoria para resistir a Satanás, e para ser vitoriosos em momentos de tentação. Nós devemos vencer da mesma forma que Cristo venceu.

Jesus iniciou seu ministério público com oração fervorosa, e Seu exemplo torna manifesto o fato de que a oração é necessária para se levar uma vida cristã vitoriosa. Ele estava em comunhão constante com Seu Pai, e Sua vida nos apresenta um exemplo perfeito que devemos imitar. [...]

Dependemos de Deus para viver uma vida cristã triunfante, e o exemplo de Cristo abre diante de nós o caminho pelo qual podemos ir a uma fonte de poder que nunca falha, da qual podemos extrair graça e poder para resistir ao inimigo e sair vitoriosos (ST, 24/7/1893 por Ellen G. White). Extraído de: http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/medmat/2009/frmd2009.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário